A CIDADE EM MODELO ABERTO

Jackson Araujo
5 min readApr 11, 2022

O ESPAÇO PÚBLICO PARA VIVER E PRATICAR AFETOS COMUNS

Visão geral do Modelo Abierto. Ao fundo, ambiente do Parlamento com cortinas feitas de sacos de cebolas .

Entre 5 e 8 de abril de 2022, aconteceu o Festival de Arquitectura, Diseño e Ciudad em Montevidéu, ocupando o espaço de 14 mil metros quadrados do ex-Mercado Modelo, que abrigava até 2019 a venda de frutas da capital.

O Festival é parte do programa “El Modelo está Cambiando” (O modelo está mudando), proposta realizada por meio de convênio entre a Prefeitura de Montevidéu e a Faculdade de Arquitetura, Design e Urbanismo da Universidade da República a partir de sua iniciativa Usina Coletiva de Inovação.

Após 85 anos de funcionamento, o edifício histórico está pronto para novos usos. “Modelo Abierto transforma este pólo logístico, que costumava sediar as trocas de frutas e hortaliças, em um laboratório público onde se podem trocar conhecimentos e experiências para construirmos juntos os ambientes do futuro”, propõe a direção do projeto, que reúne os arquitetos Sergio Aldama, Federico Colom e Diego Morera, a designer de cenografia e figurino Jimena Ríos, o designer têxtil e ilustrador Eduardo Sganga, e uma equipe de colaboradoras-assistentas com Paula Hastoy, Paula Díaz, Camila Mazzuia e Belén Valverde.

Mobiliário móvel para acomodar visitantes. No primeiro plano, detalhe da cortina em upcycling de sacos.

MODELO ABIERTO

O lugar ganhou o inspirado nome Modelo Abierto e apresentou várias instalações pensadas para colocar em prática diferentes formas de encontro. O primeiro foi o Laboratório Público, ponto de encontro para a ativação de processos inovadores com foco na pesquisa a partir da prática e experiências colaborativas, além de promover intercâmbios com os cidadãos e a vizinhança.

O interior do edifício histórico foi esvaziado, limpo e iluminado, incorporando um conjunto de equipamentos pensados ​​para colocar em prática novos modos de convivência: o Parlamento, ou seja, um espaço destinado a conversas, debates coletivos, bem como apresentações ao vivo; Sala, um setor destinado a projeções de vídeo, workshops, debates e palestras, aulas de ioga ou pequenos concertos; Plataforma, descrita como “uma superfície quente, confortável e apropriada que serve de ambiente para descanso, brincadeira e relaxamento”; Plaza Taller, equipada com mesas, cadeiras e baús móveis; e Avenida, ou eixo central do espaço, que “deixou de ser utilizado para a circulação de veículos e se torna uma zona de encontros horizontais”, onde o visitante passa a encontrar, em vez disso, grandes bancos móveis. Mas você também pode passear pela Pista Lúdica, uma área que inclui uma escola de skate, patins e BMX, uma quadra e um conjunto de equipamentos infláveis ​​para crianças, e uma cantina aberta gerida por um grupo de bairro, que oferecerá uma proposta gastronômica, uma feira para empreendedores locais e uma horta educativa, além de um programa ativo de shows do bairro.

A Sala Plataforma: espaço multidisciplinar para palestras, rodas de conversa e workshops.

LABORATÓRIO

O Laboratório foi estruturado em quatro linhas temáticas, consideradas urgentes, para aprofundar as seguintes questões: viver e projetar ecologias em apuros; viver e construir outras tecnonarrativas; viver e praticar afetos comuns; espaços de convivência e diálogo em disputa. “É hora de pensar nossos ambientes urbanos a partir do reconhecimento de que seus habitantes não são apenas sociais (indivíduos, grupos, instituições), mas também naturais (meio físico, clima) e tecnológicos (infraestruturas, arquiteturas)”, defende a direção do projeto.

Realizado entre 17 de março e 3 de abril, as ações do Laboratório serviram de fundamentação para o Modelo Abierto, que rolou na semana seguinte, com palestras, entrevistas ao vivo, programa de rádio, exposição e interação entre pensadores, estudantes, criativos, professores e comunidade.

A exposição "Barricada", que apresentou resultados dos workshops realizados no Laboratório.

MINHA EXPERIÊNCIA

Fui convidado a apresentar no parlamento central do Mercado Abierto minha fala sobre “Moda Como Micropolítica. Foi muito gratificante não só o intercâmbio com pensadores e criatives que usam o design como ferramenta de transformação socioambiental, mas também a possibilidade de fortalecimento de uma nova rede de resistência artística, cultural e experimental a partir do Sul Global via países da América Latina (Uruguay, Chile, Argentina, Colombia e Brasil), mais a participação de quatro pensadores da Espanha.

O Parlamento. Sent. horário: Belen Machado (Proyecto Piraña/ARG); Jimena Rios, diretora do Mercado Abierto; Fer Cozzi (ARG); Mauro Gil-Fournier (ESP); Leo Cappetto Grupo Toma/CHI) e Felipe Reyno (Curador / ESP).

A ocupação física do imenso espaço do mercado criou uma relação de sinergia entre as pessoas e o entorno, abrindo ambientes de brincadeiras, relacionamento, convivência, cultura, arte e entretenimento. O melhor: tudo conectado entre a prefeitura e a universidade com o objetivo maior de dar à cidade uma função social orgânica.

"Não-lugares criam tensão solitária.
Lugares criam um social orgânico".
(Marc Augé)

FIESTA RARA

Ao final de uma semana de agenda intensa e trocas preciosas de conhecimento, a Fiesta Rara assinou a celebração de encerramento, trazendo para o Mercado Abierto sua proposta de festa como ação política, uma plataforma artística que reúne artistes da música, performers, DJs, artistes visuais, produtores e gestores culturais. “Promovemos formas de convivência e integração baseadas no respeito e no cuidado mútuo e do entorno”.

Escute um set de VECTXR para a Fiesta Rara.

Fiesta Rara: Momentos de celebração pura e de encerramento de uma semana de conexões no Sul Global.

Pra quem estava há dois anos sem pisar numa pista de dança, a atmosfera, a música e as projeções do time da Fiesta Rara foram luz, uma espécie de rito de purificação no sentido de celebrar a vida em todas as suas possibilidades coletivas.

Foi tudo sobre pessoas. A moda, as imersões, os bordados, as experimentações imersivas-tecnológicas-presenciais… Que venha mais!

Escute uma mixtape para celebrar a volta da vida ao vivo.

Siga a programação toda aqui:

INSTAGRAM USINA FADU
SITE OFICIAL
YOUTUBE OFICIAL

--

--